Home / Raças / Scottish Terrier / Sobre a Raça
A+ R A-

Scottish Terrier

Histórico:
Um dos cães escoceses mais antigos. Historiadores relatam que a raça faz parte da paisagem escocesa há muito tempo. E há quem diga que já existiam Scotties nas terras Escocesas na época em que a Europa estaria ainda sob domínio Romano.
Para se entender bem uma raça, faz-se necessário conhecer sua origem, sua história. As condições adversas do meio, às quais impuseram à raça, determinadas funções e características desejáveis.
Como os humanos, os cães, são reflexo do ambiente, e facilmente entende-se como uma terra inóspita originou cães rústicos, corajosos e inteligentes, mas dedicados e afetuosos.
Muitos afirmam, que os Escoceses buscaram criar cães à sua semelhança. Poucas raças foram criadas com tanto zêlo na preservação de suas características, quanto o Scottish Terrier. Com o passar do tempo, apresentaram muito pouca, variação no seu perfil e temperamento.
Escócia, país integrante ao Reino Unido da Grã-Bretanha. Território Escocês inclui mais de 790 ilhas. As ilhas do norte, as Highlands, são montanhosas, e apresentam as maiores elevações das ilhas Britânicas. Banhada ao norte pelo Oceano Atlântico, ao leste pelo Mar do Norte, a Oeste, pelo Canal do Norte e pelo mar da Irlanda a Sudoeste. Fazendo fronteira ao Sul com a Inglaterra. Levando-se em consideração a localização, e o clima, sabe-se que as Highlands eram ilhas ricas em encostas, cavernas, fendas e tocas. Sofriam muitas intempéries, o que faz entender a necessidade de cães resistentes a esse tipo de clima e topografia com solo montanhoso, acidentado, rico em pedregulhos e esconderijos de pequenos animais.
Confunde-se com a história de outros terriers escoceses: o Skye Terrier, o Cairn Terrier, e o West highland White Terrier. Atualmente, essas raças são independentes, mas tiveram um passado comum, e foram conhecidas no passado apenas como Aberdeen Terrier. Os cães deste grupo, incluindo o Scottish, eram cruzados entre si para buscarem características desejáveis, tais como habilidade de caça, agilidade, capacidade de exterminar roedores, e afugentar presas de dentro de suas tocas para fora, e aptos a realizaremessas funções num solo irregular, num clima frio, com ventos e chuvas provenientes do Oceano.
A luta pelo reconhecimento da raça foi longa e cheia de polêmicas. Em 1887, foi fundado o primeiro clube da raça, não na Escócia, mas sim na Inglaterra. Um ano após, a Escócia cria o Scottish Club of Scootland, em resposta ao Scottish Club of England. Após anos de discussões, os dois clubes finalmente acordam em relação ao estalão e ao nome da raça. Scottish Terrier, que foi aceito pelo United Kennel Club em 1930.
Numa pequena cidade escocesa, de nome Aberdeen, viveu no início do século XIX, um senhor chamado Van Best. Foi por muito tempo considerado o melhor criador de um tipo de terrier hábil para caçar em tocas. Quando foi difundido pelo restante da Ecócia e na Grã-Bretanha, recebeu o nome de Aberdeen Terrier. Os primeiros pedigrees datam de 1887, indicando o início da seleção da raça. Eram utilizados nas minas de carvão da Grã- Bretania. Os longos pelos do focinho o defendiam-no de possíveis mordidas das presas.
Temperamento:
Corajoso, extremamentevalente, atrevido, ousadomas não agressivo. Destemidos e determinados. Ágil e versátil. Bravura, lealdade, atento e curioso e inteligente. Excelente senso de humor, carinhoso com os donos. Aprende com facilidade, desde que ensinado com perseverança. Cão de caça, roedor e ativo. Não são propriamente, cães de colo, devido ao seu temperamento e tamanhos. Porém, gostam de seguir seus donos e de permanecerem ao lado dos mesmos, partilhando de suas atividades. Amam seus donos com todas as forças. Com o passar dos anos, tendem a serem mais reservados/sossegados. Ao mesmo tempo que são companheiros, são voltados também à sua própria privacidade.
Os Scottish possuem em excesso todas as características de um terrier: alertas, rápidos, exímios cavadores, espirituosos, e cheios de energia. Fazendo deles ótimos cães de alerta, caçadores de pequenos animais. O que acarreta em ameaça ao gato do vizinho, ou a um passarinho distraído.
Curiosidades:
Aos Scottish Terriers ou simplesmente, Scotties, foram dados o jargão “diehard”, cães duro de roer, devido ao temperamento.
Os Scotties receberam atenção e predileção por pessoas públicas ilustres: Entre os quais, alguns donos famosos da raça: Geoge W. Bush (seu cão Barney e sua cadela Miss Beazley), Franklin DelanoRoosevelt (e seu cão Fala-proveniente de Falahill ), Ronald Reagam, Theodore Roosevelt, Humphrey Bogart, Bette Davis, Julie Andrews (e seu cão Duffo), Liza Minnelli (sua cadelinha Lilly), Rainha Victória da Inglaterra.
Fala, foi provavelmente o cão mais famoso da Casa Branca. Fazia companhia constante ao seu dono, Roosevelt. Presente em reuniões, encontros e jantares oficiais. Esteve presente, inclusive, no Encontro em 1941, onde foi assinado o Tratado do Atlântico, entre Roosevelt e Churchil. Foi autor de uma biografia “The True Story of Fala”.
Jack Kennedy, também compõe a longa lista de famosos donos de Scotties. Quando criança, também tinha seu Scottish de nome “Hootchie”.
O famoso cão Joca no filme “A Dama e o Vagabundo”.

Histórico:

Um dos cães escoceses mais antigos. Historiadores relatam que a raça faz parte da paisagem escocesa há muito tempo. E há quem diga que já existiam Scotties nas terras Escocesas na época em que a Europa estaria ainda sob domínio Romano.

Scottish TerrierPara se entender bem uma raça, faz-se necessário conhecer sua origem, sua história. As condições adversas do meio, às quais impuseram à raça, determinadas funções e características desejáveis.

Como os humanos, os cães, são reflexo do ambiente, e facilmente entende-se como uma terra inóspita originou cães rústicos, corajosos e inteligentes, mas dedicados e afetuosos.

Muitos afirmam, que os Escoceses buscaram criar cães à sua semelhança. Poucas raças foram criadas com tanto zêlo na preservação de suas características, quanto o Scottish Terrier. Com o passar do tempo, apresentaram muito pouca, variação no seu perfil e temperamento.

Escócia, país integrante ao Reino Unido da Grã-Bretanha. Território Escocês inclui mais de 790 ilhas. As ilhas do norte, as Highlands, são montanhosas, e apresentam as maiores elevações das ilhas Britânicas. Banhada ao norte pelo Oceano Atlântico, ao leste pelo Mar do Norte, a Oeste, pelo Canal do Norte e pelo mar da Irlanda a Sudoeste. Fazendo fronteira ao Sul com a Inglaterra. Levando-se em consideração a localização, e o clima, sabe-se que as Highlands eram ilhas ricas em encostas, cavernas, fendas e tocas. Sofriam muitas intempéries, o que faz entender a necessidade de cães resistentes a esse tipo de clima e topografia com solo montanhoso, acidentado, rico em pedregulhos e esconderijos de pequenos animais.

British Dogs at WorkConfunde-se com a história de outros terriers escoceses: o Skye Terrier, o Cairn Terrier, e o West highland White Terrier. Atualmente, essas raças são independentes, mas tiveram um passado comum, e foram conhecidas no passado apenas como Aberdeen Terrier. Os cães deste grupo, incluindo o Scottish, eram cruzados entre si para buscarem características desejáveis, tais como habilidade de caça, agilidade, capacidade de exterminar roedores, e afugentar presas de dentro de suas tocas para fora, e aptos a realizaremessas funções num solo irregular, num clima frio, com ventos e chuvas provenientes do Oceano.

A luta pelo reconhecimento da raça foi longa e cheia de polêmicas. Em 1887, foi fundado o primeiro clube da raça, não na Escócia, mas sim na Inglaterra. Um ano após, a Escócia cria o Scottish Club of Scootland, em resposta ao Scottish Club of England. Após anos de discussões, os dois clubes finalmente acordam em relação ao estalão e ao nome da raça. Scottish Terrier, que foi aceito pelo United Kennel Club em 1930.

Numa pequena cidade escocesa, de nome Aberdeen, viveu no início do século XIX, um senhor chamado Van Best. Foi por muito tempo considerado o melhor criador de um tipo de terrier hábil para caçar em tocas. Quando foi difundido pelo restante da Ecócia e na Grã-Bretanha, recebeu o nome de Aberdeen Terrier. Os primeiros pedigrees datam de 1887, indicando o início da seleção da raça. Eram utilizados nas minas de carvão da Grã- Bretania. Os longos pelos do focinho o defendiam-no de possíveis mordidas das presas.

Temperamento:

Corajoso, extremamentevalente, atrevido, ousadomas não agressivo. Destemidos e determinados. Ágil e versátil. Bravura, lealdade, atento e curioso e inteligente. Excelente senso de humor, carinhoso com os donos. Aprende com facilidade, desde que ensinado com perseverança. Cão de caça, roedor e ativo. Não são propriamente, cães de colo, devido ao seu temperamento e tamanhos. Porém, gostam de seguir seus donos e de permanecerem ao lado dos mesmos, partilhando de suas atividades. Amam seus donos com todas as forças. Com o passar dos anos, tendem a serem mais reservados/sossegados. Ao mesmo tempo que são companheiros, são voltados também à sua própria privacidade. 

Os Scottish possuem em excesso todas as características de um terrier: alertas, rápidos, exímios cavadores, espirituosos, e cheios de energia. Fazendo deles ótimos cães de alerta, caçadores de pequenos animais. O que acarreta em ameaça ao gato do vizinho, ou a um passarinho distraído.

Curiosidades:

Aos Scottish Terriers ou simplesmente, Scotties, foram dados o jargão “diehard”, cães duro de roer, devido ao temperamento.

The Power of the DogOs Scotties receberam atenção e predileção por pessoas públicas ilustres: Entre os quais, alguns donos famosos da raça: Geoge W. Bush (seu cão Barney e sua cadela Miss Beazley), Franklin DelanoRoosevelt (e seu cão Fala-proveniente de Falahill ), Ronald Reagam, Theodore Roosevelt, Humphrey Bogart, Bette Davis, Julie Andrews (e seu cão Duffo), Liza Minnelli (sua cadelinha Lilly), Rainha Victória da Inglaterra.

Fala, foi provavelmente o cão mais famoso da Casa Branca. Fazia companhia constante ao seu dono, Roosevelt. Presente em reuniões, encontros e jantares oficiais. Esteve presente, inclusive, no Encontro em 1941, onde foi assinado o Tratado do Atlântico, entre Roosevelt e Churchil. Foi autor de uma biografia “The True Story of Fala”.

Jack Kennedy, também compõe a longa lista de famosos donos de Scotties. Quando criança, também tinha seu Scottish de nome “Hootchie”.

O famoso cão Joca no filme “A Dama e o Vagabundo”.

Galeria de Imagens: